julho 03, 2017

Viajando com crianças: Lanche no avião


Em menos de um ano Ivan já fez três viagens de avião e já se encaminha para a quarta. Viajar com bebê não é fácil, mas se você estiver preparada para os perrengues será mais fácil (aceita que dói menos). No meu caso, com bebê APLV, tenho que sair de casa com todo um aparato das refeições pronto e isso significa viajar com marmitinhas. Não tive problema algum em todas as viagens que fiz com as comidas que levei, em porções pequenas em potinhos bem vedados. Eles foram dentro da frasqueira que estava dentro da mala de mão.

Durante os voos dava biscoitinhos e água ao Ivan e isso funcionou muito bem em trajetos curtos como Rio X Belo Horizonte e Rio X Campinas. No entanto, quando fomos para Foz do Iguaçú senti a necessidade de dar algo mais forte, como banana e até a jantinha dele, com batata e outros legumes. Tudo varia conforme horário do voo também. Confesso que em algumas horas sentia a falta dele poder comer os snacks oferecidos à bordo, por não saber se continha leite na composição ou possíveis traços. Mesmo os salgadinhos da Mãe Terra, oferecidos pela GOL, tinham traços de leite e Ivan é altamente alérgico.

Soube essa semana que a GOL alterou os snacks oferecidos às crianças: o Sabuguito é a nova opção infantil, sendo orgânica, integral e oferecida gratuitamente. O petisco já está disponível no serviço de bordo em todos os voos domésticos da companhia. O biscoitinho é assado, feito com ingredientes integrais, orgânicos e não contém pozinhos artificiais. Além disso, possui o selo Vegano, de alimentos livres de ingredientes de origem animal. A nova opção de snack complementa o cardápio já oferecido pela companhia com produtos leves e nutritivos, proporcionando uma experiência de voo mais agradável. A embalagem também traz um design divertido e conta com o “Galinho Aviador”, direcionado especialmente para o público infantil.

Bom, saberei apenas se é 100% vegano na próxima viagem, mas espero que ele possa petiscar mais essa opção, além das que levo. Fico feliz em ver uma empresa pensar no público infantil e buscar alimentos saudáveis. Atualmente, o serviço de bordo da GOL é dividido em categorias: na ponte aérea (Rio de Janeiro/SDU de e para São Paulo/CGH), com alimentos gratuitos e exclusivos para este trecho; nos demais voos nacionais, são disponibilizados tanto o Tribos e o Mini-Cookies - também desenvolvidos em parceria com a Mãe Terra - como cortesia para todos os clientes; além do serviço de venda a bordo, com grande variedade de produtos do mercado doméstico. 

Nas viagens internacionais, o serviço de bordo da companhia é diferenciado e também sem custo, com lanches e/ou refeições, sobremesa e bebidas diversificadas, de acordo com o período e duração da viagem, tendo ainda na Classe GOL Premium alguns itens exclusivos, como vinho e a cerveja Heineken.

Falando em voos internacionais, alguns países permitem a entrada de comidas prontas em potinhos vedados, o que não pode são alimentos crus ou por fazer. Pesquise antes de embarcar se o destino que você vai aceita em bagagem de mão os potinhos com alimentos de crianças. Em alguns casos é necessário um pedido médico indicando a necessidade de embarcar com alimento - no caso de alergias severas.



Quem acompanha o canal do blog sabe que tem vários vlogs das viagens que fazemos e o próximo destino já está escolhido! Em breve embarcaremos e teremos uma nova experiência com lanches em voo. Volto pra contar como foi!

Continue Lendo
Nenhum comentário
Compartilhe:

junho 30, 2017

Três dicas para cuidar da pele do bebê no inverno


Nos meses mais frios o tempo fica seco e os banhos são mais quentes e podem ser mais demorados. Neste período os pais devem redobrar a atenção com a pele dos bebês, pois esses fatores contribuem para o ressecamento excessivo da epiderme. “No inverno a pele tende a ressecar e desidratar, tornando-a mais sensível. Por ter uma cútis muito delicada, os pequenos podem sofrer ainda mais com o problema.

No geral, a pele ressecada não costuma causar maiores problemas, além do prurido (coceira), porém, em alguns casos, podem surgir pequenas lesões, que se não forem tratadas, geram complicações como descamação e lesões na pele, permitindo a entrada de germes e bactérias”, alertam as enfermeiras da Criogênesis, Natalia Modica e Luciana Santos. Para evitar alterações da pele do bebê no inverno, confira a seguir algumas dicas das especialistas:


1) Evite banhos quentes e demorados: A temperatura deve ser em 37/38 graus e os banhos devem ser curtos, de no máximo 10 minutos. Utilize shampoo e sabonetes sem álcool e seque com toalha de algodão.

2) Aposte na hidratação e proteção labial:  Após o banho, realize intensa hidratação com emolientes (óleo, cremes e pomadas), principalmente nas áreas expostas como rosto. Não esqueça dos lábios, com protetor labial específicos para bebês ou lanolina.

3) Prefira roupas de algodão: Evite o uso da lã ou sintético em contato direto na pele do bebê, prefira roupas de algodão. Se nariz, mãos e pés estiverem gelados é sinal que o pequeno está com frio.

São três dicas bem básicas, mas que vão ajudar mães de primeira viagem, como eu!!

Continue Lendo
Nenhum comentário
Compartilhe:

Férias escolares e o futuro profissional

 
O momento em que as crianças entram de férias parece um tormento para alguns pais, mas esse período da vida escolar também pode ser bastante útil para o crescimento dos meninos e meninas, sabia? Muitos responsáveis colocam os filhos na melhor escola pensando no futuro profissional, mas o ambiente fora das salas de aula também pode propiciar um excelente horizonte para os pequenos. No post de hoje trazemos a abordagem de um especialista em neurociência que abrirá seus olhos, sabe porque? De acordo com Luciano Salamacha, especialista em neurociência aplicada à gestão de negócios e RH, a educação recebida em casa é capaz de qualificar e habilitar os pequenos para lidarem com o dia a dia no trabalho.

Para ilustrar, Salamacha faz uma analogia da educação com os cômodos de uma casa, apontando aos pais os possíveis ensinamentos que se obtém em cada cantinho de um lar de maneira leve e descompromissada, mas que serão levados para o futuro profissional. “Não é nada maçante. É algo que pode ser feito naturalmente e que vai produzir na criança de hoje um bom padrão de conduta para o amanhã. E quem não quer ter filhos vencedores e felizes?”, comenta o professor.

Na cozinha, por exemplo, o processo de preparo de alimentos, a sequência necessária para se elaborar um prato, a higiene e a qualidade aprovada da comida preparada, bem como a satisfação ou não do resultado final constroem, de maneira natural, a importância de se seguir processos, atenção à qualidade do que se entrega, a necessidade de respeitar o feedback. Além disso, é possível obter a noção de que todos têm a mesma relevância em uma equipe, independe do tamanho ou percentual de participação que um indivíduo tem. “Imagine a seguinte situação: ao confeccionar um bolo, a farinha e o açúcar têm forte participação em relação ao fermento, porém como fica o bolo sem fermento? Os jovens podem perceber esse impacto facilmente com a mão na massa”, exemplifica o especialista.

Outro lugar em casa que agrega com experiências é a dispensa. O orçamento da família é fortemente afetado pelas compras que realiza, pelos produtos que consome e, principalmente, pelos que não consome. O simples gesto de mostrar aos filhos os alimentos que sobram na prateleira, fazê-los contar, por exemplo, quantos pacotes de macarrão têm e quantos são consumidos, os ensinarão a realizar melhores compras quando forem ao supermercado. São elementos valorizados pelas empresas: a importância de se controlar estoques de maneira racional, evitar desperdícios, gerenciar orçamento e perceber que as compras devem seguir processos racionais e não serem realizadas por impulso.

Na sala, qual família nunca passou pela situação de cada um quer assistir um programa diferente? Ou de as pessoas disputarem o melhor lugar no sofá? Então, surge a necessidade de harmonizar os diversos interesses envolvidos. Dois fortes e valorizados elementos de capacitação exigidos pelas empresas são a capacidade de negociar e de ceder em prol do espírito de equipe, desenvolvidos naturalmente quando os pais aplicam atividades ligadas à solução deste tipo de problemas. O reverso também é verdadeiro: contornar essas situações em vez de gerencia-los pode passar uma noção errada sobre como encarar e resolver problemas de relacionamento.

Já no quarto, a tônica é organização. Quantas vezes uma mãe não tem que chamar a atenção dos filhos sobre a bagunça onde vivem? As empresas precisam de pessoas que respeitam a rotina, que entendam a importância de arrumar, organizar e manter em ordem um ambiente, ainda que seja onde apenas a pessoa utiliza. Essas imposições corriqueiras refletem o cuidado com os recursos da organização. O mesmo se aplica ao fato de as crianças cumprirem horários como: acordar, se preparar para ir à escola etc.

Sobre o banheiro, quais são os pais que nunca bateram na porta pedindo para que a criança acabasse o banho? Ou então tiveram que apartar irmãos que brigavam porque um deixou o banheiro totalmente bagunçado para o outro? A capacidade de relacionamento interpessoal está diretamente ligada ao respeito à individualidade e às diferenças. Por exemplo, se o banheiro é coletivo para a família, deixar o ambiente propício para o outro é respeito, é saber conviver em equipe, importar-se com o outro, é saber dividir e compartilhar.

Ficam as dicas de como tornar o momento de lazer e descanso em algo que gere oportunidade e crescimento pessoal para as crianças. Você já pensou nas férias com essa nova ótica?


Continue Lendo
Nenhum comentário
Compartilhe:

junho 29, 2017

Férias na Livraria Cultura

Vem chegando o período em que os pais se viram na criatividade para entreter os filhos: as férias escolares!! A Livraria Cultura preparou uma programação especial que contará com a presença da Turma da Nick em algumas unidades. As "Férias na Cultura" acontecerão nas lojas de todo país, no entanto, apenas algumas receberão os personagens da Nickelodeon. Dentre as atividades estão leitura e contação de histórias, cineminha e oficinas especiais. Os eventos serão livres e gratuitos e a criançada que quiser se aventurar em um mundo de histórias e diversão, também poderá participar de meet&greets com os personagens Nick.

Eu já estava querendo levar Ivan na filial daqui do Rio, no Cine Vitória. Já falei dessa unidade aqui no blog, mas quando fui não tinha filho. Agora sei que terá um novo sabor a visita. Uma pena que os personagens não virão pra cá.

férias na cultura


Férias na Cultura (Rio de Janeiro)
Contação de histórias - Cine Vitória - 08/07 às 15h.
Contação de histórias - Fashion Mall - 09/07 às16h.
Oficina criativa - Cine Vitória - 15/07 às 15h.
Oficina criativa - Fashion Mall - 16/07 às 16h.
Cineminha com a turma! - Cine Vitória - 22/07 às 15h.
Contação de histórias - Fashion Mall - 23/07 às 16h.


Férias na Cultura com Turma da Nick:
São Paulo - Conjunto Nacional - Dia 02/07, domingo, às 15h
Contação de histórias com a presença dos personagens ‘Bob Esponja’, ‘Patrick’, ‘Dora, A Aventureira’ e ‘Shimmer & Shine’.

São Paulo - Conjunto Nacional - Dia 09/07, domingo, às 15h
Contação de histórias com a presença da turma de ‘Patrulha Canina’

São Paulo – Shopping Bourbon – Dia 15/07, sábado, às 15h
Cineminha com presença de ‘Dora, A Aventureira’

Recife – Paço Alfândega – Dia 16/07, domingo, às 15h
Cineminha com a presença do personagem ‘Bob Esponja’


A programação completa está no site da livraria.

férias na cultura

Continue Lendo
Nenhum comentário
Compartilhe:

junho 27, 2017

Como dar conta de casa e trabalho

dona de casa que trabalha

Antes de ser mãe eu dividia a rotina de dona de casa e profissional de maneira mais aberta. Eu cheguei a publicar aqui no blog a minha rotina mensal, porque eu estipulava coisas que eu deveria fazer no final de um mês. Certas coisas eram triviais, como arrumar a cama e lavar a louça, mas outras eu precisava lembrar a frequência, como limpar a geladeira e fogão. Geralmente nos finais de semana eu e Rodrigo pegávamos a casa de jeito, porque eu chegava do trabalho em horários diferentes e não muito certos que me permitisse fazer faxina à noite.

Quando engravidei a coisa mudou de figura e passei a sentir a necessidade de uma rotina de limpeza semanal - fazer menos em mais dias. Isso me permitiu passar mais tempo com minha família e dividir o tempo entre lazer e bebê também. Sem contar que com filho pequeno precisamos ter mais atenção às sujeiras, porque eles pegam tudo que veem no chão e enfiam na boca.

Muitas pessoas me acompanham nas redes sociais e vem me perguntar como consigo conciliar casa e trabalho, porque normalmente uma faxina dura um dia todo. Meu segredo é não ter dia pra faxina. Sim, fazer um pouco todo dia ajuda muito a chegar no final de semana com a casa em ordem e ter pouca coisa pra limpar. Minha dica número um é sempre por as coisas que estão fora do lugar onde elas devem estar.

Com isso, muita coisa melhora. Guardar uma roupa que ficou em cima da cadeira, colocar as bolsas no armário, a louça limpa no lugar certo, roupa suja no cesto, papeis no lixo, brinquedos na caixa e assim vai. Isso leva em média uns 15 minutos no máximo! Faça isso sempre que acordar ou antes de dormir. Aqui gosto de fazer antes de dormir, porque facilita no dia seguinte: posso acordar e me concentrar em só limpar o que deve ser limpo.

Recomendo acordar meia hora mais cedo pra dar conta de algumas coisas da casa. Desliga celular, desliga TV e ativa o cronômetro. Veja o máximo de coisas que você pode fazer sem interrupções. Monte também sua rotina semanal de limpeza conforme os cômodos e necessidades da sua casa. A minha eu mostrei em um post e vocês podem fazer o download gratuito dela. Tem dia que tem muita coisa, tem dia que não tem quase nada. Você monta do jeito que achar melhor, sempre equilibrando os cômodos da casa. Dessa forma você termina a semana com muita coisa no lugar e a casa limpa. 

Mas e os filhos? Sei que é difícil, mas siga em frente tentando fazer com eles acordados. Tem dia que é impossível, mas tem dia que eles colaboram. Se seus filhos são maiores peça ajuda e delegue funções. Isso também é válido para marido e qualquer outra pessoa que divida a casa com você. O certo é não pesar pra ninguém. Lembre-se: se sua casa não é um hotel, não tem hóspedes e sim moradores que dividem o mesmo teto que você.

Cuidar da casa trabalhando fora requer disciplina. Essa meia hora pode ser jogada pra noite? Pode. Varia conforme você acha melhor. Eu prefiro antes, porque nunca sei como vou estar na hora que chegar: se chegarei cedo e se terei disposição. Com filho eu quero chegar e ficar com ele.

Meu conselho é que você se cobre menos e faça o que pode. Tem dia que vai funcionar, tem dia que não e você vai precisar tirar aquela horinha do seu fim de semana pra arrumar a casa. Mas vai ser uma horinha e não o dia inteiro. Um pouquinho por vez você vai longe!

No vídeo falei mais dicas e como faço aqui. Aproveite e se inscreve lá no canal!?


Continue Lendo
Nenhum comentário
Compartilhe:
Blog da Priscilla/Garota de Escorpião existe desde 2010. Tecnologia do Blogger.